[Brasil] Parque Hopi Hari nega pagamento à atores

Atores marcaram protesto no dia 23 de Dezembro

Com início no mês de outubro, a “Hora Do Horror” evento realizado no Parque Hopi Hari localizado no interior de São Paulo, conhecido por ser o maior evento de Horror da América Latina, teve seu fim no dia 11 de dezembro. Apesar do evento ter sido entregue com sucesso ao público, os bastidores deste show não foram tão bem sucedidos assim.

Com o pagamento dos artistas em atraso, a produtora Ka1 Produções responsável pelo elenco afirma não ter recebido o valor total combinado previamente com a direção do Parque. Em nota dada para Revista Veja São Paulo, a assessoria do Hopi Hari alega que o pagamento foi feito por depósitos semanais á produtora e que alguns atores se recusaram a trabalhar por contestar a falta da verba.

“Fazíamos depósitos semanais, mas mesmo assim alguns atores se recusavam a ir trabalhar porque diziam não ter recebido”, alega Maurício Frate, responsável pelo marketing da empresa. “Com isso, chamamos o sindicato para negociar e queremos pagar os artistas diretamente, sem a intermediação da K1”, completa. Segundo Frate, a primeira reunião de acerto deverá ocorrer até 10 de janeiro.

Lua Londinne, 24 anos, ator que integrou o elenco da edição, desmente a acusação e afirma “Mesmo conscientes do risco que estávamos correndo de não recebermos o devido pagamento, nós atores permanecemos realizando o evento sem exceções”. Ainda sobre a alegação feita pelo parque, Lua disse que havia uma lista de presença que confirma que todos os envolvidos na produção estiveram presentes no trabalho. “O parque e a própria produtora tinham uma lista que todos assinávamos, chegamos a ameaçar o fim da operação, mas nós sempre conversamos diretamente com o representante do diretor do parque para que pudesse ser resolvido no diálogo, sem que o público do evento fosse afetado” concluiu.

A dívida que gira em torno de 681.000 deveria ter sido paga até o último dia de evento. Emerson Gimenes, proprietário da Ka1 Produções afirmou em nota que lhe foram entregues 5 cheques sem fundos.

parque-hopi-noite-do-terror

Protesto
A partir do meio-dia de sexta-feira (23), cerca de 200 atores e produtores deverão se reunir na porta do parque de diversões em Vinhedo para uma manifestação. São artistas, maquiadores e costureiros que fizeram o Hora do Horror, evento de halloween que aconteceu entre 20 de outubro e 11 de dezembro no local. Cada um deles receberia em média 3 500 reais pelos 31 dias de trabalho, que incluiu se fantasiar de monstro e interagir com os visitantes. Mas até agora, a equipe afirma que cada membro só levou 620 reais, o que significa uma ajuda de custo de 20 reais por cada dia. O Hopi Hari afirma que o pagamento foi interrompido porque a produtora deixou de repassar a verba para os atores.

“Isso não foi o combinado e faremos o protesto até receber o que temos direito”, rebate Gimenes.

Fontes:
Facebook
VejaSP

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s