[Especial] Portal dos Atores elege os melhores de 2016

2016 foi um ano bem movimentado em todos os seguimentos, claro que os espetáculos não ficaram de fora e no meio de tanta luta e cortes, sobrevivemos mais um ano.
Chegou aquele momento que vocês escolhem as melhores peças de 2016.

Particularmente gostei muito da lista, mas espero ver na lista de 2017 mais espetáculos independentes, mais artistas novos surgindo, novos espaços, novas linguagens  e muitos outros espetáculos.

Vamos a lista:

Wicked
Produção Time4Fun

Imagem relacionada
Direção: Lisa Leguillou
Wicked é um musical que conta a história das Bruxas de Oz. A história começa bem antes da chegada de Dorothy a Oz, e termina um pouco depois da partida da mesma. Além de contar a história das bruxas, Wicked conta também a história dos personagens de O Magico de Oz: o homem de lata, o leão, o espantalho e até o próprio mágico.
Elenco:  Myra Ruiz, Fabi Bang, Jonatas Faro, André Loddi, Sérgio Rufino, Adriana Quadros, Giovanna Moreira, Bruno Fraga, de Boq, e César Mello


Nós
Grupo Galpão
Resultado de imagem para Nós grupo Galpão

Direção: Marcio Abreu
Enquanto preparam a última sopa, sete pessoas partilham angústias, algumas esperanças e muitos nós. Gerada de um mergulho radical na experiência de mais de 30 anos do Galpão, a 23ª montagem da companhia debate questões atuais, como a violência, a intolerância, a convivência com a diferença, a partir de uma dimensão política.
Elenco: Antonio Edson, Chico Pelúcio, Eduardo Moreira, Júlio Maciel, Lydia Del Picchia, Paulo André e Teuda Bara


Blanche
Centro de Pesquisa Teatral (CPT) e Grupo de Teatro Macunaíma

Resultado de imagem para Blanche Antunes Filho
Direção: Antunes Filho
A montagem cria uma reflexão sobre as sutilezas da condição humana. O texto é completamente interpretado em “fonomol”, um idioma inventado pelo grupo, para representar imagens inconscientes, e não produzidas pela razão. A ideia é estimular o público a elaborar mentalmente a própria dramaturgia.
Com atores do Centro de Pesquisa Teatral (CPT) e do Grupo de Teatro Macunaíma, o espetáculo narra o encontro entre irmãs Stella e Blanche DuBois, filhas de uma família em decadência do Sul dos Estados Unidos.
Depois de perder sua propriedade, Blanche é obrigada a passar uma temporada na casa da irmã, de quem está afastada há muitos anos. Ela tem o desprazer de conhecer o grosseirão cunhado polonês Stanley Kowalski.
Elenco: Andressa Cabral, Marcos de Andrade, Felipe Hofstatter, Bruno Di Trento, Stella Prata, Vânia Bowê, Alexandre Ferreira, Luis Fernando Delalibera, Luis Fernando Delalibera, Antonio Carlos de Almeida Campos e Guta Magnani.


Balada de Gisberta
Cia. Barbante
MG_2555
Direção: Renato Andrade
Texto: Grupo
Balada de Gisberta é uma história baseada em depoimentos, contos e fatos da vida de Gisberta Salce Júnior, uma transexual paulistana que deixa o Brasil e muda-se para Europa para fugir da violência da cidade. Contudo, Gisberta não consegue fugir de seu destino trágico e acaba sendo brutalmente assassinada em terra lusitanas em 2006.
Elenco: Abelardo da Hora, Alessandra Bozoky, Bárbara Ablas, Bruno Ferrette, Danny Cattan, Eli Faria, Fernanda Titânia, Filipe Miranda, Gabriela Costa, Jessica de Queirós, Juliano Bonfim, Magê Cechetto, Mario Américo, Osmar Souza, Paula Ferreti, Sérgio Marques e Simone Makhamra


Amadores
Cia. Hiato

Resultado de imagem para amadores hiato

Amadores é um espetáculo teatral resultante da atual pesquisa da Cia. Hiato. Atores profissionais e artistas amadores de diversas áreas (selecionados através de anúncios em jornal ou oficinas públicas) se encontram em cena. O que começou como uma entrevista, em que cada um deles exibiu suas especialidades e seus “objetos de arte” chega ao palco como um compartilhamento de experiências pessoais que questionam nossa relação com a arte e como nosso desejo por ela pode revelar nossa história, nossos desejos e nossas falhas ­ a desesperança, o anseio pelo outro, a falta de pertencimento.


Um Bonde Chamado Desejo
Cia. Empório de Teatro Sortido

"Um Bonde Chamado Desejo" - foto: Pedro Bonacina
Direção: Rafael Gomes
Texto: Tennessee Williams
A peça narra o drama da sonhadora e atormentada Blanche DuBois, que se muda para a casa de sua irmã Stella, em New Orleans, para fugir de seu passado. Em seu novo lar, a protagonista precisa aprender a lidar com seu violento cunhado Stanley  A obra propõe uma metáfora sobre a tensão existente entre o sonho e a realidade, entre a alma e o corpo, entre a brutalidade e o espírito etéreo.
Considerada uma das mais conhecidas obras de Williams, a peça foi montada na Brodway, em 1947, com Marlon Brando e Jessica Tandy nos papeis principais; e ganhou uma adaptação cinematográfica em 1951.
Elenco: Maria Luisa Mendonça, Juliano Cazarré, Virgínia Buckowski, Donizeti Mazonas, Fabricio Licursi, Fernanda Castello Branco e Matheus Martins.


Adeus, Palhaços Mortos!
Academia de Palhaços

Resultado de imagem para adeus palhaços mortos
Direção: José Roberto Jardim
Texto: Matei Vişniec
Três grandes artistas circenses do passado acidentalmente se reencontram, depois de muitos anos, em uma agência de empregos. Eles sabem que só um será escolhido.
Elenco: Laíza Dantas, Paula Hemsi e Rodrigo Pocidônio


Bacantes
Teatro Oficina

Resultado de imagem para Bacantes - Teatro Oficina 2016
Direção: José Celso
Bacantes é uma das mais conhecidas obras do Teatro Oficina. Ela reconstitui o ritual de origem do Teatro em 25 cantos e cinco episódios. Com música composta por Zé Celso (que também assina a autoria e direção), a última tragédia grega conhecida – Bakxai, de Eurípides – é encenada como ópera de Carnaval para cantar o nascimento, morte e renascimento de Dionisios, Deus do Teatro, do vinho e do carnaval. O rito vive a chegada de Dionisios (Marcelo Drummond), filho de Zeus e da mortal Semelle, em sua cidade natal, Tebas, que não o reconhece como Deus. Trava-se o embate entre o prefeito de Tebas, Penteu, filho de Agave, que tenta proibir a realização do Teatro dos Ritos Báquicos oficiados por Dionísios e o Coro de Satyros e Bacantes nos morros da capital, governada por Kadmos – mudando para sempre a história daquela cidade. Teve sua primeira montagem em 1995 e suas últimas apresentações aconteceram em janeiro de 2012.


BR Trans
Resultado de imagem para BR Trans
Direção: Jezebel de Carli
Resultado de uma pesquisa desenvolvida a partir de experiências reais de transexuais e travestis de norte a sul do país, o espetáculo apresenta histórias de medo, solidão e morte que se encontram e se confundem com as experiências e inquietações do próprio artista, trazendo a experiência de vida da transexualidade com todas as suas dúvidas, angústias e transformações.
Com Silvero Pereira


Luz Negra
Cia. Pessoal do Faroeste

Resultado de imagem para Luz Negra peça
Direção e Texto: Paulo Faria
O espetáculo musical tem como enredo a região da Luz e a Frente Negra Brasileira em São Paulo nos anos 1930. O movimento Frente Negra foi criado em 1932 e revela várias facetas da participação dos negros no contexto político, cultural e social da época. Com a instauração da ditadura do “Estado Novo” no dia 10 de novembro de 1937, a Frente Negra Brasileira, assim como todas as demais organizações políticas, foi extinta.
Este será o dia em que se passa a peça que inicia após o crime do castelinho da Rua Apa retratado no espetáculo Cine Camaleão da Cia.
Elenco: Mel Lisboa, Cloddoaldo Dias, David Guimarães, Flávio Rodrigues, Leona Jhovs, Melvin Santhana, Raphael Garcia, Thais Dias e William Simplício.

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s