[Especial Teatros] Teatro Essencial

O teatro essencial refere-se à compreensão de que o ator será o autor de seu trabalho, sempre buscando o que implique na permanente luta da humanidade por amor e liberdade.  Então não refere-se só a quem escolhe o teatro como atividade, (como um ator, um diretor, um iluminador) mas a todos nós que estamos engajados na nossa felicidade.

Criado pela dramaturga, encenadora e atriz brasileira, Denise Stoklos, essa proposta refere-se desde a escolha de textos para montagem de um espetáculo ou se não há texto, escolha da movimentação, ou da adaptação de textos, ou à combinação de tudo isso, sempre debaixo de uma idéia ampla, coerente consigo e compacta, que é o que faça sentido pra cada um de nós.

Artista de Irati, no Paraná, é conhecida por ter criado o teatro essencial e é referência internacional no meio teatral. (Foto: Divulgação/ Unicentro)
Denise Stoklos (Foto: Divulgação/ Unicentro)

O que o ator de teatro essencial pretende é expressar algo que lhe toca pessoal e coletivamente para que possa se comunicar com o outro que veio para o encontro, no teatro.

Sua intenção começa desde o momento que percebe-se capaz de “re-apresentar” uma cena recortada do “real”, algo que lhe “atravessou” a emoção e que o ator sinta que pode apresentar ao outro, como algo que provoque um olhar de novo para ter outra oportunidade sobre aquilo. Algo parecido com um jogo pois estará sendo apresentado algo a partir de um “palco” e assim, por ser lúdico (algo que foi escohido, assim como uma brincadeira é escolhida), e assim conseguir a permissão do público para entrar em sua emoção não para dominá-lo mas para trazer a sensação de como estamos todos juntos e como temos as mesmas buscas e como podemos nos fortalecer mutuamente.

Resultado de imagem para o que é teatro essencialNesta passagem, da “permissão por ser lúdico”: “ah, é apenas teatro”, pensa o público e  assim abre as comportas do humor, da reflexão, da memória, da ideologia, acontecendo então o encontro que nos fortalece, a cada um e a todos, porque não é nada referente a ego mas ao que nos une por estarmos na mesma contingência de estarmos vivos.

Essencial porque queremos tratar de acontecimentos que pertencem à natureza humana, não de comportamentos ocasionais, e essencial porque se usa apenas recursos que são básicos, e de uso possível a qualquer um, que vem das expressões de corpo e das expressões do mental e das expressões do emocional e que todos têm e que todos reconhecem.

Por isso abarca os interesses não só dos profissionais em teatro mas dos que estão atentos a suas experiências de vida, que procuram que elas sejam ricamente saudáveis em todos os sentidos (para que nos levem a um estado de crescimento) e que nos divirta (não como algo que consuma a gente, mas como algo que nos alimenta a vitalidade que habita a todos nós e que pode ser sempre chamada a estar mais acordada, mais aproveitada, que ocupe nossas razões de ser, simplesmente, como a água da fonte.)

Fontes:
Denise Stoklos

Clique na imagem abaixo e saiba como fazer online os cursos de Denise Stoclos:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s