[Mundo] Dubladores brancos, que dublam personagens negros, pedem demissão

Em duas das mais populares e longevas séries animadas de comédia dos EUA, “Uma família da pesada” e “Os Simpsons” (ambas da Fox), personagens negros, latinos e de outras etnias não brancas não serão mais dublados por atores brancos.

A discussão sobre representatividade nas dublagens ganhou força em meio ao amplo debate sobre o racismo que tomou conta da sociedade americana desde o assassinato de George Floyd, homem negro que foi sufocado por um policial branco em Minneapolis, no estado de Minnesota, em 25 de maio.

Kristen Bell e Jenny Slate param de dublar personagens birraciais ...
Jenny Slate

Na última sexta-feira (26), os produtores de “Os Simpsons” declararam que não colocariam mais pessoas brancas para dublar personagens de outras origens étnicas.

O programa enfrenta críticas há anos pela dublagem do personagem de ascendência indiana Apu Nahasapeemapetilon, considerada estereotipada por espectadores. Em janeiro, o ator Hank Azaria, dublador de Apu desde sua criação, em 1990, já havia deixado o papel em função.

Também em 26 de junho, o ator Mike Henry, que é branco, anunciou em sua conta no Twitter que deixaria a dublagem do personagem negro Cleveland Brown, de “Uma família da pesada”, o qual interpretou por 20 anos. No tuíte, afirmou ter sido uma honra emprestar sua voz a ele, mas justificou estar deixando o papel porque personagens negros devem ser dublados por pessoas negras.

Kristen Bell e Jenny Slate param de dublar personagens birraciais ...
Kristen Bell

As atrizes Jenny Slate e Kristen Bell, ambas brancas, haviam feito o mesmo poucos dias antes. Slate é responsável pela dublagem em inglês da Missy de “Big mouth”, série animada da Netflix, e Bell pela Molly de “Central Park”, da Apple TV Plus. Missy e Molly são meninas negras.

Elas também se posicionaram nas redes sociais sobre a decisão. Em um comunicado publicado no Instagram, a dubladora de “Big mouth” afirmou ter considerado inicialmente permissível interpretar Missy uma vez que a mãe da personagem é branca e judia, assim como ela própria. Disse porém que esse raciocínio era falho, resultado do privilégio branco, e que sua interpretação da personagem contribui para um apagamento de pessoas negras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s