[Atores Entrevista] Poliana Pitteri assina a direção de Samira, peça que estreia esse final de semana em São Paulo.

Poliana Pitteri  é atriz, professora de teatro e diretora na cidade de São Paulo. Também é licenciada em História pela FMU e fundadora da Cia Naturalis.

Assina a direção dos projetos do grupo, entre eles “O PACTO” e “Sui Caedere”. É também fundadora da Cia Infantil Anjos do Riso onde desenvolve há mais de cinco anos teatro infantil. Com habilidades em dança, já participou de diversos espetáculos profissionais como atriz (infantis, monólogos, adultos etc). Esteve em cartaz no SESI e atuou com a Cia dos Insights.

Especializou-se através de cursos como: “A função do dramaturgista” com o diretor alemão Henry Thorae; Jazz com o grupo Raça; História da Arte, PUC-COGEAE, Clown com a Trupe Tripe, entre outros cursos. Possui experiência com cenário, figurino, trilha sonora, iluminação e produção. Hoje ela  assina a direção da peça Samira, em parceria  com  a Companhia de Teatro Pulsações, que estreia esse final de semana em São Paulo.

“O Pacto” com a Cia Naturalis – Direção de Poliana Pitteri

COMO COMEÇOU SEU TRABALHO COMO DIRETORA?
Eu trabalhava como atriz há um tempo quando comecei a dar aulas de teatro. A maioria das escolas e instituições que oferecem aulas de teatro, por motivos mercadológicos, exigem que os alunos façam apresentações finais, como se isso fosse uma forma de avaliação ou um ponto determinante, quando o mais importante é o processo. Diante disso, nós, professores, nos adaptamos ao número de alunos, linha teatral que está sendo estudada, tempo de ensaios e diversos outros fatores que direcionam as apresentações finais. Dando aula desenvolvi uma nova habilidade: a direção. Após fazer isso por mais de cinco anos, tomei gosto e percebi que queria fazer fora das limitações da aula e dos alunos. Surgiu então a Cia Naturalis, grupo de teatro em que sou diretora.

COMO SURGIU SEU TRABALHO COM O GRUPO PULSAÇÕES?
Eu trabalhava como atriz há um tempo quando comecei a dar aulas de teatro. A maioria das escolas e instituições que oferecem aulas de teatro, por motivos mercadológicos, exigem que os alunos façam apresentações finais, como se isso fosse uma forma de avaliação ou um ponto determinante, quando o mais importante é o processo. Diante disso, nós, professores, nos adaptamos ao número de alunos, linha teatral que está sendo estudada, tempo de ensaios e diversos outros fatores que direcionam as apresentações finais. Dando aula desenvolvi uma nova habilidade: a direção. Após fazer isso por mais de cinco anos, tomei gosto e percebi que queria fazer fora das limitações da aula e dos alunos. Surgiu então a Cia Naturalis, grupo de teatro em que sou diretora.

O ator Gabriel Palie participou do primeiro trabalho da Cia Naturalis, O PACTO em sua primeira temporada. Terminando esse trabalho ele foi seguir outros caminhos e reapareceu na minha vida com um texto na mão, o SAMIRA e me convidou para dirigir. Assim passo a fazer parte do Grupo Pulsações.

Samira – Texto de Gabriel Palie e Claudia Montechi

DE ONDE VOCÊ TIROU REFERÊNCIAS E INFLUÊNCIAS PARA ESSE TRABALHO?
Primeiramente da vida. Quando fizemos a primeira leitura o que mais me chamou atenção do texto, de autoria do Gabriel Palie e da Claudia Montechi, foi a realidade que ele trazia. A história da peça está presente de várias formas no dia a dia de um casal em vários níveis: pessoas que se conheceram agora, que estão juntas há muito tempo, que namoram, são casadas, que traem, que desconfiam….enfim é compatível com pessoas que amam ou já amaram muito. Que são avassaladas por esse sentimento e as atitudes nem sempre se explicam.  E pelo motivo dessas atitudes estarem oculto, que é do que se trata o tema central da peça, a vida é fonte de inspiração. Além disso, discutimos sobre alguns filmes que retratam histórias de amor, filmes que mostram sua complexidade como Pequeno Dicionário Amoroso (Sandra Werneck); Lua de Fel (Polanski); Dores de Amores (Raphael Vieira). Outro ponto estudado como referência foi a psicologia. Procuramos entender o que é a ocultação, como cada um de nós traz suas ocultações e o que elas resultam. Quando é o momento, muitas vezes imperceptível, em que tiramos as máscaras e deixamos os reflexos das mágoas do passado virem à tona. E quando tratamos disso voltamos novamente a falar da vida!


INFORMAÇÕES:

“SAMIRA”

Texto e atuação: Claudia Montechi e Gabriel Palie
Direção: Poliana Pitteri

Samira, oculta uma história e por isso muda de forma brusca sua personalidade e seus princípios. Um triângulo amoroso e o ciúmes na vida matrimonial de Eva e Reinaldo deixa a situação bem delicada e os sentimentos ocultos transcendem. A peça retrata as influências externas, inseguranças e o que o medo do passado pode acarretar em nossas vidas.

EM CURTA TEMPORADA no Viga Espaço Cênico.
Rua Capote Valente, 1323 – Pinheiros (Próximo ao metrô Sumaré)
Tel: 96350-6577 / 95809-0098.
Sáb, 21h. Dom, 19h. R$30. De 31/05 até 08/06.
REALIZAÇÃO:  Grupo Pulsações
Duração: 70 minutos / Classificação: 16 anos
Página do grupo no Facebook!

“O PACTO”

A Cia Naturalis participará do II Agito Cultural Zona Norte com seu espetáculo O PACTO (Texto de Rodrigo Giacomin e Direção de Poliana Pitteri.)
Dia 01/06, Domingo às 14:00
Inccas – Instituto Cultural Caio Santos
Av. Nova Cantareira, 3752 – Tucuruvi, 02340-001 São Paulo
Bilheteria PAGUE QUANTO PUDER

Blog: http://cianaturalisdeteatro.blogspot.com.br/
Página da Cia no Facebook!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s