[Quarta Parede] A Batalha da Arte contra o Mal!

Somos os culpados por tudo, pela atual situação do Brasil, pelo conformismo, pelo preconceito, pela falta de evolução, pelo excesso de amor à tecnologia, ao invés de darmos atenção às pessoas que estão na nossa frente. Somos os culpados por teatros serem abandonados. Somos os culpados, pois se não fosse por nós, não haveria artistas, não haveria arte… Somos os culpados por não enxergar na cultura o seu grande potencial, por não querer rir pela reflexão, mas sim do stand up, que nem são nacionais! São americanos, invenções gringas! Feitas por pessoas engraçadas e que nem atores, muitas delas são… somos os culpados pela preferência na TV, meio de comunicação de grande potencial, por belos rostos… e o talento?

A culpa, grande sentimento de anunciação negativa, que nos traz a sensação de querer voltar e fazer diferente. Sei que muitas pessoas adoram teatros, adoram bons filmes, e nem atores são. Mas sabe qual é o problema? Essas mesmas pessoas pagam pelo que os outros não fazem! Isso não é uma cartilha, obrigando o outro a gostar de teatro, novela, cinema, pintura, literatura, fotografia, dança, etc… pois não devemos ser forçados a nada. O artista deseja aplausos, e falo do aplauso, porque sua arte foi sentida e tocada em você, espectador de alguma forma! Puxa, ao invés de discutir banalidades, por que não falamos a respeito do que aquele personagem disse ao outro? Será que estava certo em agir daquela forma? Será que eu faria diferente?

Se a população lesse mais, assistisse e prestigiasse a cultura, nós teríamos mais embasamentos para entender o que acontece com o nosso país. Já prestaram atenção em uma coisa? “O Bem Amado”, por exemplo, texto de Dias Gomes que já foi peça de teatro, telenovela de sucesso na Rede Globo na década de 1970 e que também ganhou versão nos cinemas recentemente, vocês acham que o enredo envolvendo Odorico Paraguaçu, é somente palhaçada para o espectador rir? Não, ali consta a realidade de um político populista e corrupto de uma pequena cidade. Uma aula, um aprendizado político, que pode modificar muitas coisas no momento de irmos às urnas e votar.

Vamos continuar sendo culpados? Vamos continuar sendo responsáveis por uma realidade que nem todos contribuem? Vamos continuar sendo tolerantes a coisas que nos fazem mal e abandonar o que nos faz bem? Mais um exemplo: próximo à famosa Praça Roosevelt, existe um teatro chamado Cultura Artística. Houve ali, em 2008, um incêndio de grandes proporções que o destruiu, sendo que a fachada, o mosaico “Alegoria das Artes”, de Di Cavalcanti, e o acervo de documentos históricos foram poupados. Está lá, ainda hoje, aguardando uma reforma já anunciada que não vinga! Já na mesma rua, há bares que pelo jeito vão continuar na ativa por muito tempo, recebendo mais atenção do que um local já considerado patrimônio histórico…
Apesar de tudo, eu ainda acredito que nesta batalha, o bem sempre vence…

Texto de Luana Manso
Revisado por Zilma Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s