[Especial Teatros] Pantomima

A pantomima foi criada pelos romanos. Na época de seu surgimento, foi influenciada pela tragédia e pela comédia, tornando-se uma apresentação dramática muito popular em Roma. Apesar de utilizar pouco as palavras, um espetáculo desta arte pode envolver canto e música. Porém, os mimos (mímicos), atores que representam a pantomima, utilizam-se apenas de gestos (mímicas) para representar. Normalmente, o espetáculo era feito por apenas um ator, que, sozinho, interpretava vários papéis.

Naquele período, os romanos chamavam os mimos de careteiros ou Sanniones. Cícero chegou a fazer a seguinte afirmação sobre os atores: “Pode haver algo mais ridículo do que o Sannio, que ri com a boca, o rosto, os gestos zombeteiros, com a voz, e até mesmo com todo o seu corpo?”.

Entre os locais de apresentação das pantomimas estavam plataformas feitas com tábuas, arenas e beiras de estradas. Nas encenações, os atores vestiam-se com roupas de cidadãos comuns, por vezes, quando conseguiam favores de ricos, usavam sedas e brocados. Os personagens das pantomimas romanas costumavam vestir-se da seguinte forma: o mimo calçava uma sandália leve, que lhe valia o apelido romanesco de planipedes. Já o bobo, vestia-se com o que era chamado decentunculus, uma roupa retalhada e colorida. No caso do Arlequim, a vestimenta mais marcante era um chapéu pontudo que tinha o nome de apex.

O César costumava divertir-se com as pantomimas. Na época, este tipo de apresentação sobressaiu-se a todas as outras formas de teatro. Mas, ao mesmo tempo em que era glorioso, o mimo era, também, um miserável. Um episódio que exemplifica esse contrassenso foi quando César obrigou Labério, nobre de sessenta anos que escrevia textos para os mimos, a interpretar em um concurso teatral. Na apresentação, Labério fazia um escravo sendo castigado. Cesár divertiu-se com a situação e, depois, ainda premiou a pantomima concorrente.

O diretor e principal mimo de uma equipe de atrizes e atores de pantomima era chamado de arquimimo. Seu papel era a supervisão da peça e determinação do desenrolar das apresentações. Seu trabalho era de profunda importância, pois, na época dos imperadores, as competições por seus favores eram acirradas. Apesar da celebração do público e dos imperadores em volta dos mimos e das pantomimas, este tipo de apresentação teatral foi sujeitada ao Anátema da Igreja Cristã Nascente e acabou sendo proibida.

pantominaA pantomima é uma representação que se realiza através de gestos, mímica e atitudes, sem a intervenção de palavras. O termo provém de um vocábulo grego que significa “que tudo imita”.

É uma arte cênica que recorre à mímica como forma de expressão artística. Por outro lado, entende-se por mímica a comunicação através de gestos.

A pessoa que se dedica à pantomima enquanto arte é conhecida pelo nome de mimo. A chave na atuação dos mimos reside em não fazer uso da linguagem oral durante as atuações; alguns mimos, aliás, abstêm-se de produzir qualquer tipo de som.

Os mimos costumam atuar de forma individual (isto é, não participam de obras com vários artistas. Limitam-se antes a imitar pessoas ou coisas com a sua mímica). A pantomima, neste sentido, é uma arte de rua bastante popular.

Existe uma maquilhagem habitual para os mimos, os quais tendem a pintar o rosto de branco com alguns apontamentos a contrastar, de cor preta. Da mesma forma, é frequente usarem camisas às riscas e guarda-chuvas ou boinas.

Charles Chaplin (1889-1977), Buster Keaton (1895-1966) e Marcel Marceau (1923-2007) são alguns dos artistas que, ao longo das suas carreiras, comprovaram o seu talento para a pantomima.

Noutra acepção do termo, também se chama pantomima à farsa ou à acção de fingir algo que, na realidade, não se sente: “Acaba lá com a pantomima e deixa de fingir que estás preocupado! Eu sei que a notícia não te afectou”, “O intendente armou uma pantomima para tentar convencer o povo de que se está a esforçar para resolver a situação, embora poucos tenham acreditado nas suas palavras”.

Leia mais em:
http://www.infoescola.com/teatro/pantomima/ 
http://conceito.de/pantomima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s