[Quarta Parede] O Ator e o Dramaturgo

Certo ator resolveu revoltar-se e escreveu contra o trabalho dos dramaturgos. Manifestou-se e foi respondido. Segue o que essa situação rendeu…

Eu só quero atuar e preciso decorar um monte de textos!? Que raio a necessidade de haver um escritor, digo dramaturgo para escrever uma história, de acordo com o que ele quer?! E nós, os atores precisamos memorizar as falas como marionetes! Nós, atores somos os palhaços dos Nelsons, Plínios, Guarnieres, Vicentes, Brechts e tantos outros! Não quero ter que falar o que vocês querem. O ator é livre, por isso o meu ofício me garante o direito de representar o personagem da forma que eu sentir! O diretor, ele sim pode ajudar o artista a se encontrar em cena, direcionando-o ao melhor. Agora decorar texto??? Quem inventou isso?
Claro, temos histórias fantásticas. Hamlet, À Margem da Vida, O Auto da Compadecida, Pluf, o Fantasminha, Medeia, Édipo Rei, Uma Paixão de Salão, Entre Quatro Paredes, para citar apenas umas poucas… mas acredito que os escritores, digo dramaturgos, devem somente se meter na literatura, ou seja, escrevendo livros! Mas no  teatro, não!  Pois como já disse: DECORAR TEXTO LIMITA O TRABALHO DO ATOR!  Lembro-me muito bem quando iniciei meu curso teatral, o professor falava da importância do conhecimento da voz e do corpo, mostrando o quanto isso é fundamental para a preparação de um personagem. Vieram as aulas de história do teatro, figurino e maquiagem. Tudo coerente com aquilo que um profissional das artes deve aprender. Ah, mas o mais legal eram as aulas de improviso! Sentia-me tão solto. Realmente naquele momento, todas as outras disciplinas valeram a pena.  Atuar é sublime, de fato.

Infelizmente, a magia das aulas  acabaram com a montagem do espetáculo. O professor disse que montaríamos uma peça para ser apresentada e escolheu um texto, mas na hora da leitura… percebi a enrascada! Levava horas e horas e aquelas falas, escritas e criadas por outro qualquer, que nem conheço pessoalmente, não entravam na cabeça.  No palco eu travei! Diferente das aulas, onde era tão solto, tão espontâneo! Nem sei como sobrevivi e apresentei aquele bendito espetáculo, me formando posteriormente. Por isso, caros dramaturgos, me tornei um ator medíocre por não conseguir entender o porquê da existência dos seus enredos. Apenas quando trabalhei em uma construção colaborativa, consegui me sair melhor no palco, afinal não havia um roteiro pronto e regrado. Tinha tantos objetivos quando resolvi ser ator! Por isso escrevi esta mensagem a vocês. Meu repúdio aos textos teatrais, aos dramaturgos e a hipocrisia em que a arte acaba se tornando…

 Sem mais,
Um Ator Revoltado, Frustrado e de Péssima Memória!

Impressionante a capacidade que alguns atores têm de menosprezar a dramaturgia. Uma peça de teatro precisa de uma história, por esta razão existem mentes criadoras capacitadas em criar tramas que povoam a mente do público, nosso maior alvo. Criações colaborativas são ótimas para o entrosamento de um grupo, sendo esta uma escola interessante para os atores. Mas vejamos, mesmo sendo uma criação colaborativa, não é necessário um roteiro? Espetáculos precisam de uma diretriz em sua concepção, até mesmo num trabalho que envolve somente cenas de improviso. Por isso, caro ator revoltado, frustrado e de péssima memória, mesmo não atuando num texto de Nelson Rodrigues, de alguma forma tem que seguir uma dramaturgia!

Além do mais, em algum momento durante o seu curso de teatro, algum professor deve ter-lhe dito que textos são feitos para serem entendidos e não decorados. O ator não precisa ter uma excelente memória, pois a interpretação do que foi escrito não é como uma tabuada, exata e imutável.

Sem mais,
Um Dramaturgo Otimista e Ator Persistente. Afinal, no meio artístico acabamos sempre exercendo mais de uma função.

Texto de Luana Manso
Revisado por Zilma Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s