[Quarta Parede] A Estreia!

Sabe quando tudo parece que vai dar errado? O elenco esquece o texto e as marcas, um dos atores adoece, acontecem problemas com o figurino, na maquiagem, no som, enfim… em tudo! Sejam bem-vindos ao universo da estreia! Não importa o tempo de carreira, não importa a idade, aliás, não importa nada, estreia é estreia e tudo pode acontecer…

Na semana da estreia do espetáculo, um conselho: se benza, se cuide, alimente-se bem, faça o mínimo de esforço para não se estressar, pois o dia da primeira apresentação é mais importante e… caótico! O texto! Estude. Mas assim como nos grandes vestibulares, relaxe um pouco com assuntos alheios à peça. Até parece que atores conseguem, mas não custa nada tentar… Cada profissional tem a sua forma de exercitar a concentração pré-peça, chegando de duas a três horas antes, relaxando com os olhos fechados, inertes e com pensamentos positivos, ou até mesmo, limpando todo o espaço de apresentação. Mas, claro, o diretor (aquele que deve elevar sua calma ao máximo, mas é pouco provável que isso ocorra), certamente irá passar algumas orientações e aquecimento de corpo e voz. Aquecimento é fundamental, pois, a personagem pode ser uma histérica e falar sem aquecer acaba com a voz e com o corpo antes do final da peça.

E a ansiedade? Os atores ficam na expectativa, aguardando o público! Amigos, familiares, e pessoas não próximas e conhecidas, a fim de um entretenimento teatral. Será que a casa estará cheia? Tentam espiar pela brecha da cortina, mas para alunos de teatro, isso é normal e saudável, porém para atores profissionais, nem tanto! Por isso, cuidado! É recomendável não andar pelos corredores do teatro com as roupas e maquiagens do personagem, a não ser que seja uma intervenção, como a distribuição de panfletos do espetáculo, por exemplo. Os atores devem poupar-se, sempre!

Na estreia, todo profissional envolvido deseja o melhor, a perfeição, muito público e poucos desastres. Foram meses, talvez anos de ensaios, muitos esforços e sacrifícios ocorreram. Não importa se a produção é grande ou pequena, se tem atores famosos ou anônimos, as sensações antes da estreia são as mesmas. Será que haverá algum jornalista? O que ele vai dizer?! Vai detonar o meu trabalho? Estes críticos… importantes e desafiantes ao mesmo tempo.

O momento chegou! O terceiro sinal tocou, não tinha mais como fugir. Com erros e tropeços comuns a uma apresentação, mas gloriosa pela entrega e emoção, que somente a estreia nos traz. Mas… aí vem o fatídico segundo dia! Este, certamente o mais perigoso de todos!
Por Luana Manso
Revisado por Zilma Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s