[Repertório] Espetáculos baseados em livros e filmes vendem mais que trabalhos originais

Lucie Jones em Legalmente Loira, em 2016. Foto: Catherine Ashmore

Por Georgia Snow – Produções teatrais adaptadas de livros e filmes vendem quase cinco vezes mais ingressos do que roteiros originais, de acordo com uma nova pesquisa da Publishers Association.

O estudo é um dos primeiros a examinar de perto o sucesso das adaptações de palco, e se concentra em como o desempenho de peças e musicais é impactado quando eles são baseados em material de fonte pré-existente, em oposição aos scripts originais.

De acordo com o relatório, que analisa dados de shows produzidos em 2016, as adaptações tiveram, em média, três vezes e meia mais bilheteria e venderam 4,8 vezes mais ingressos que as produções originais.

Desse modo, adaptações baseadas em filmes se tornaram “extremamente proeminentes” nos últimos anos. Exemplos bem-sucedidos analisados incluem Sister Act (Mudança de Hábito) , Billy Elliot, Legally Blonde (Legalmente Loira) e Dirty Dancing – todos os quais fizeram uma turnê em 2016 pela Europa.

Segundo os números, um musical familiar baseado em um filme atrai mais de seis vezes a receita de um espetáculo original.

Adaptações de página para o palco também foram mais bem sucedidas do que as produções originais. O relatório descobriu que, em 2016, uma peça original alcançou uma receita média de £ 41.000, enquanto uma peça adaptada de uma fonte literária teve uma média de quase três vezes: £ 115.000.

Produções baseadas em livros que foram produzidos em 2016 incluem Peter James ‘ The Perfect Murder – estrelado por Shane Richie e Jessie Wallace – e as turnês nacionais de Goodnight Mister Tom e Lord of the Flies .

No total, as 279 peças e musicais adaptados em 2016 representaram 124 milhões de libras de receita. A UK Theatre divulgou uma receita total de bilheteria no mesmo ano de £ 470 milhões. No entanto, este é composto de todos os gêneros, incluindo aqueles não incorporados neste relatório, como stand-up comedy, pantomima e shows musicais.

O estudo observa também que mais de 30% dos espetáculos do West End que concorrem com as mais de 3.000 apresentações usam livros como fonte original. Enquanto isso, das quatro produções mais antigas do West End, Les Miserables, O Fantasma da Ópera e A Mulher de Preto são todos baseados em livros, enquanto a peça que está a mais tempo em cartaz na história – A Ratoeira, de Agatha Christie – começou como uma peça de rádio.

A cabeça do UK Theatre, Cassie Chadderton, disse: “É fascinante ver como nossas narrativas favoritas se tornam trabalhos populares em todas as indústrias criativas. De livros a teatro, cinema e TV, uma ótima escrita inspira grandes shows. Como os clássicos do futuro devem vir de novos textos, este relatório deve nos lembrar que precisamos continuar a cultivar talentos hoje para atrair o público amanhã. ”

O relatório, Publishing’s Contribution to the Wider Creative Industries, também cobre filmes e séries de TV que foram adaptados de livros, descobrindo que eles também geram mais receita e espectadores.

FONTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s