[Musical] “Chaves” vai virar musical no Brasil: “É o Chaplin latino”, diz produtora

Há 34 anos no ar no Brasil, “Chaves” ganhará uma adaptação inédita para o teatro. A série mexicana vai virar musical, ainda sem data de estreia definida, mas os trabalhos começaram nos últimos meses. Nesta semana, a produtora responsável obteve liberação do Ministério da Cultura para financiar o espetáculo via leis de incentivo –o projeto custa R$ 8,7 milhões.

Quem está por trás do projeto é a atriz e produtora Adriana Del Claro, atualmente à frente do musical “Natasha, Pierre e O Grande Cometa de 1812”. Zé Henrique de Paula assinará a direção e Fernanda Maia o roteiro, que terá as piadas clássicas e novas histórias. O Fórum Chaves, maior comunidade de fãs da série no Brasil, participa da curadoria.

Imagem relacionada

Adriana, que atuou na novela “Carrossel” e produziu o musical da trama, comemora a parceria com o SBT e o Grupo Chespirito, que cuida do legado de Roberto Gómez Bolaños (1929-2014), criador de “Chaves”.

“Há alguns anos estou atrás do ‘Chaves’. Fiz ‘Carrossel’ com o SBT e me abriu portas, e o ‘Cometa’ selou. Viram que era uma produção muito bacana. Eles sabem que é uma equipe em que eles confiam”, afirma Adriana Del Claro ao UOL.

De acordo com a sinopse apresentada ao MinC, o musical contará a história de Bolaños e, depois, encenará “Chaves”, com direito a réplica da vila e outros cenários lúdicos. A produtora pretende viajar até o México para negociar itens raros do comediante, como manuscritos e figurinos originais da série, para uma exposição.

“A ideia é trazer coisas de Bolaños e do universo ‘Chaves’ que nunca ninguém viu. Vamos fazer um tributo. Quero homenagear ‘Chaves’ como o Chaplin latino”, explica Adriana, comparando o comediante mexicano à lenda do humor Charlie Chaplin (1889-1977).

Lançada em 1972, “Chaves” estreou no SBT em 24 de agosto de 1984, dentro do programa “TV Powww!”, naquele dia apresentado por Paulo Barboza. Durante mais de 30 anos, incomodou a concorrência e chegou a liderar a audiência. Desde 21 de maio de 2018, o Multishow, canal pago do Grupo Globo, exibe “Chaves” e “Chapolin” com episódios inéditos.

No auge do sucesso, o elenco de “Chaves” viajou pela América Latina, mas nunca se apresentou no Brasil. Segundo Edgar Vivar (Sr. Barriga), Bolaños não queria ser dublado nos shows. O próprio Vivar, além de Carlos Villagrán (Quico), Rubén Aguirre (Professor Girafales) e Maria Antonieta de las Nieves (Chiquinha), já realizaram espetáculos no país.

Em 2011, o Grupo Chespirito e a Televisa trouxeram ao Brasil uma peça de teatro baseada no desenho animado de “Chaves”, com atores estrangeiros fantasiados como grandes bonecos e dublados em português, mas o espetáculo fracassou.

FONTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s